×

Com campanha agressiva, "evermore" de Taylor Swift volta ao topo da parada de álbuns dos EUA

Álbuns de DMX e Juice WRLD também estão entre os dez mais

    Com uma campanha agressiva de descontos, promoções e edições autografadas, "evermore", o mais recente álbum de músicas inéditas de Taylor Swift, voltou ao topo da parada americana. Para se ter uma ideia, o disco subiu 73 posições em apenas sete dias.

    O trabalho vendeu o equivalente a 202 mil cópias, sendo que apenas 10 mil delas não foram, de fato, adquiridas, em formato físico, em especial o vinil, ou download pago, que foi vendido com um grande desconto. CDs com a assinatura da estrela também foram disponibilizados para o público.

    Lançado em dezembro passado, de surpresa, esta é a quarta semana que "evermore" passa no topo do top 200 da Billboard.

    As outras novidades do top 10 vieram de dois rappers mortos precocemente. "Goodbye & Good Riddance", de Juice WRLD (1998-2019) também teve uma enorme subida de desempenho, do 30° para o sétimo posto. No caso dele, o sucesso se deve ao relançamento do álbum, sua estreia de 2018, em sua edição deluxe, com duas faixas extras.

    "Exodus", o primeiro trabalho póstumo de DMX (1970-2021) ficou em oitavo. O disco é marcado por um grande número de convidados especiais do primeiro time: Bono, do U2, Alicia Keys, Nas, Jay Z e Snoop Dogg, estão presentes.

    O top 10 ficou assim:

    1 - "evermore" - Taylor Swift (subiu 73 posições)
    2 - "SOUR" - Olivia Rodrigo (caiu uma posição)
    3 - "The Off-Season" - J. Cole (caiu uma posição)
    4 - "Dangerous: The Double Album" - Morgan Wallen (mesma posição)
    5- "A Gangsta's Pain" - Moneybagg Yo (mesma posição)
    6 - "Future Nostalgia" - Dua Lipa (subiu uma posição)
    7 - "Goodbye & Good Riddance" - Juice WRLD (subiu 23 posições)
    8 - "Exodus" - DMX (estreia)
    9 - "After Hours" - The Weeknd (subiu três posições)
    10 - "What You See Is What You Get" - Luke Combs (subiu uma posição)

See too