×
Favelado Vencedor (part. MC VK, MC GP e Léo Caneta de Ouro)

Mc kevin

E aí, menor
Desiste não, viado, cê é louco
Daqui a pouco cê vai ver, vai vencer na vida, pai
Quer ser jogador, né?
É isso aí, pô
Mesmo no meio de toda dificuldade
Todos nós tem vontades, sonhos de vencer na vida, entendeu, fiote?
Então fica tranquilo, pô, que sua hora vai chegar
Tem fé? Tem fé memo? Então já era, tio
Fica tranquilo que sua hora vai chegar
Pega a visão

E foi lá no Vila Ede que a guerra começou
Vi minha mãe chorando e orando
Sem um dia, meu Deus, ilumina o bom menino
Se não eu vou ver meu filho lá na boca traficando
Sei que foi difícil, não tá fácil, mãe
O sistema, a grana do trabalhador consome
Mas Deus ouviu minhas orações
E provou pra senhora ver que criou um filho homem
Dona Val, não precisa esquentar a cabeça
Sou seu filho, salva-vidas, seu verdadeiro fiel
Se pensou um dia no aborto, esqueça
Que eu sou um anjo que Deus enviou do céu
E todas as vezes que pensei um dia em fazer merda na vida
Quando era uma derrota
E todas as vezes que cheirei cocaína de lembrar da coroinha
O maloqueira até chora
Mas às vezes a vida ensina
O susurro é um pilantra que dá um tiro nas costas
E às vezes temos que aprender pelo valor da vida, quem sabe o MC estoura
Tô em outro país de Lamborghini, quem diria, tudo que eu sempre quis
Minha mulher é também linda e fina e o barraco é uma casa chique
Hoje o choro é de felicidade, com certeza
Quem desmerecia, me humilhava
Hoje eu provo que corri atrás e venci na vida
E que virei um favelado chique
(Com meu pé no chão venci a minha pobreza)

Obrigado, meu Deus
A favela venceu
Obrigado, meu Deus
A favela venceu
Obrigado, meu Deus
A favela venceu
Obrigado, meu Deus
Gratidão, venceu

Uma bença pra minha mãe
Me desculpa, aí
Por não ser o filho que a senhora sonhou
Mas aí, sem caô, se ele fosse como a senhora sonhou
O sonho dele seria ser quem eu sou
Pai, tô chegando aí
Tô com o resultado do que ontem nóis plantou
Uma gíria diz que nenhum plano prodígio
Te falei que ia vencer e não precisei ser doutor
Uns truta no crime que vem de pivete
Uma rima e o beat na palma da mão
Uma mente cheia de vontade e sede
(Não sabe nada, se afoga no mar de ilusão)
Tá sem direção, é claro que se perde
Se vendia se conselho fosse bom
Aquele menor foi e matou sua sede
O outro lado da moeda não é bombom

2003, meu pai foi preso, eu fiquei jogado no Parque Pinheiros
Minha mãe no corre pra arrumar emprego
E a dificuldade me pegou bem cedo
Foi zero luxo, zero dinheiro
E o número da chance vieram o mesmo
Perdi amigo, vários parceiro
E o que era sonho, virou pesadelo
A evolução veio à tona
Todo sofrimento foi aniquilado pela força de vontade
A veinha tá feliz com o motor, mano, eu tô realizado
De Q3 da Audi, hoje eu sou nota 10 pra coroa
Mãe, tu merece uma vida boa
Toda orgulhosa porque não vendo mais droga
Mas essa história dominou as boca
(Mãe)

Se eu cair, me dê um beijo e me faça mais forte
Ódio eu sinto diante dos golpe
Às vezes bem louco, me sinto perdido
Não dá pra entender a mente de um bandido
Sou violento com quem é safado
Já fui aquilo que tu não queria
Mesmo na boca, eu não vacilei
Hoje sou o orgulho da minha família
Versos me tiram da vida errada
Nota estrangeira batendo na conta
O digital tá bancando meu luxo e o Ecad mantentando minha onda

Amém, meu Senhor
Deus abençoou
Amém, meu Senhor
Homem de valor
Amém, meu Senhor
Deus abençoou
Amém, meu Senhor
Filho vencedor

(Kaio Lima na produção)
(Essa virou hitzão)
(Voou)